NOSSA OPINIÂO - Jornal de Brasília
Fica difícil entender as razões pelas quais o presidente Lula tem tamanha popularidade. Afinal, sua indiferença em relação às tragédias que têm atingido o Brasil deveriam fazer com que a opinião pública mostrasse algum desagrado -  e isto apareceria nessas pesquisas que só o favorecem.

Texto completo

 

 

 

 

 

O presidente deu a mínima importância às enchentes de Santa Catarina,  ano passado. Só apareceu quando o jogo estava ganho, ou seja, as equipes tinham resolvido boa parte do problema. Claro que Lula não iria erguer abrigos, coletar donativos e outros gestos que diminuissem a angústia dos desabrigados. Mas não é desta parte  palpável de que se fala aqui: o que se pede ao presidente é solidariedade, real e verdadeira preocupação com o problema.

Lula parece não ter idéia da importância daquilo que se espera do " supremo magistrado da nação ". Não


 Segunda Guerra, mesmo com Londres sendo diariamente bombardeada, a rainha não arredou pé e diariamente visitava os vitimados.

se trata de um termo pomposo mas porque ele é a pessoa mais importante do País, capaz de decidir tudo sobre as coisas. Não se deixa de atender a um pedido ou a um chamado do presidente, assim como ele não deixa de atender ao clamor de seu povo.

E a população o chama , como o chamou mais recentemente nas chuvas que assolaram o Maranhão e o Piauí. Dias depois, quando a tragédia estava montada e a gente desses estados sofrendo com o desalojamento e o desabrigo, é que Lula fez um sobrevoo de helicóptero. Não desceu, não foi ao solo conversar com ninguém.  Tampouco visitou um dos abrigos como forma de mostrar que o governo, na pessoa dele, está ali. A força , a moral de um presidente em altíssima conta junto a opinião pública nestas horas equivale a um prato de sopa  que esquenta a alma.

O Brasil  ontem acordou com outra tragédia, desta vez a do jato da Air France que desapareceu sobre o Atlântico. Vejam a diferença de posturas: o presidente Nicolas Sarkozy estava no Aeroporto Charles de Gaulle amparando as famílias das vítimas.

Onde estava Lula? Em voo rumo a El Salvador para rigozijar-se com a eleição do primeiro presidente de esquerda daquele país. No aeroporto internacional do Rio  os parentes das vítimas tiveram de ver-se com os porta-vozes da empresa aérea, igualmente chocada. Nem mesmo a garantia de que tudo seria feito para minorar o sofrimento dessas pessoas serviu de lenitivo.

Lula tinha, a exemplo de Sarkozy de estar cedendo seu ombro aos traumatizados , aos perdidos, aos desnorteados. Nessas horas é que um presidente transcende o cargo e torna-se figura humana. Nessas horas mostra que é estadista. Nessas horas é que um presidente mostra se tem envergadura histórica.

Lula, então , foi implacavelmente reprovado.

--------------------------

Nota do Webmaster:
A esposa de um amigo estava nesse võo. Ela deixou-o com 3 filhos adolescentes. Ninguém chorou mais do que ele. Repetidamente dizia que perdera o chão e que sua vida havia se acabado. Não consigo mensurar a dor dessa família. Mais de duzentas estão nessa situação. Já imaginaram a alegria planetária que seria se encontrassem os botes salva-vidas com as pessoas dentro ?

Nada de concreto foi encontrado ainda...

Deus sabe o que faz... e que ajude a todos nesse momento triste.

Adicionar comentário