Transformado ao longo dos anos numa espécie de “Jesus Cristo revolucionário” graças aos esforços incansáveis da esquerda mundial, o argentino Ernesto Guevara é objeto de autêntico culto a personalidade em todo o mundo. Entretanto, a leitura do livro do cubano-americano Humberto Fontova, O verdadeiro Che Guevara, e os idiotas úteis que o idolatram (Editora É Realizações, São Paulo, 287 páginas), deixa claro que, embora Guevara seja um inegável sucesso de marketing político e comercial – com sua imagem estampando desde camisetas para bebes até biquíni vestido pela supermodelo Gisele Bündchen – na vida real pode ser considerado um fracasso.
 
 

Lançando mão de muitas fontes bibliográficas e orais, especialmente de ex-companheiros de Guevara, Fontova relata, de maneira impiedosa e irônica, como o argentino, muito longe do homem perfeito idealizado pela mitologia esquerdista, era uma pessoa ressentida, vingativa, incompetente e responsável direto pelo assassinato de centenas de pessoas absolutamente inocentes de qualquer tipo de crime.
 
Vindo de uma desestruturada família burguesa argentina simpatizante do comunismo, Guevara seria considerado, sob qualquer aspecto, um vagabundo, um andarilho perdido no mundo. Seu envolvimento com exilados cubanos no México após uma passagem pela Guatemala acabou levando-o para aventuras em Cuba, no seio do movimento armado contra o ditador Fulgêncio Batista.
 
A luta contra Batista é um capítulo a parte, que revela muito do modus operandi de Guevara e Fidel Castro. Diferente do senso comum, segundo o qual Batista foi derrotado por uma série de intensas batalhas movidas por guerrilheiros audaciosos, o que menos houve na derrocada de Batista foi luta armada. Castro operava, sobretudo, no terreno da propaganda, angariando dinheiro em grande quantidade, especialmente das elites cubanas, cansadas do regime de Batista, e as simpatias internacionais, em particular nos Estados Unidos, através da mídia que se encarregou de forjar a imagem de valorosos revolucionários para Fidel Castro e Che Guevara – que, aliás, nessa época era apenas mais um dentre vários colaboradores da revolução.
 
O regime de Batista caiu principalmente pela corrupção de suas forças, que aceitavam dinheiro de Fidel Castro para retirar-se sem luta, cansaço das elites cubanas e dos americanos em tolerar os métodos de Batista, e, em especial, a crença em que Castro e seus homens eram realmente democratas e honestos em seus objetivos.
 
Após a vitória na luta contra Batista, em pouco tempo a verdadeira face do regime revelou-se: violência, assassinatos, tortura e prisões. E Guevara teve papel fundamental nisso.
Neste ponto, Fontova faz uma clara distinção entre Castro e Guevara. Enquanto Fidel Castro era muito mais hábil, utilizando a violência como meio para atingir um fim, Guevara parecia ver na brutalidade e assassinatos um fim em si mesmo. Guevara acreditava que a “violência revolucionária” – leia-se, a morte sem piedade de todos os inimigos, reais ou imaginários – era a melhor forma de controlar o poder. Assim, desde o começo, Guevara ligou-se ao aparato repressivo do bloco soviético, transportando seus métodos para o cenário cubano.
 
Talvez o mais chocante para os fás de Guevara que por ventura lerem o relato de Fontova, seja a imensa distância sobre o significado que lhe é atribuído – um ícone da liberdade e igualdade – e sua real figura. Assim, um homem que é cultuado por líderes de minorias raciais, hippies, alternativos e jovens, tinha, na verdade, uma mentalidade racista, patriarcal, despótica e arrogante, desprezando negros, jovens, “cabeludos”, música – enfim, tudo aquilo que, dizem as esquerdas e desinformados em geral, Guevara simbolizaria.
 
Humberto Fontova mostra como essas e muitas outras incoerências foram e ainda são resultado do verdadeiro caso de amor que existe entre os meios intelectual e midiáticos, especialmente o norte-americano, e a ditadura de Fidel Castro, citando por exemplo o jornal New York Times, que repetiu com Castro exatamente o que já tinha feito, na década de 1930, encobrindo os crimes do regime de Stalin. [*]
 
A imensa incompetência de Guevara a frente do ministério da economia destruiu a infraestrutura cubana, desorganizando até hoje um dos países mais prósperos das Américas, levando o caos e a miséria a uma população cristã e orgulhosa, favorecendo sua submissão ao projeto de poder totalitário ambicionado por Fidel Castro. A este respeito, o autor mostra com números e informações detalhadas como Cuba era econômica e socialmente antes da chegada ao poder de Castro e Guevara e como ficou depois.
 
O livro revela episódios pouco conhecidos, como o envolvimento de Guevara em uma série de atentados terroristas frustrados nos EUA, logo após a chegada ao poder em Cuba, época em que os americanos ainda tinham ilusões quanto aos objetivos de Fidel Castro; o real significado da Crise dos Mísseis – que funcionou como um “sinal verde” para Castro impor seu regime totalitário a Cuba, já que teve a garantia dos EUA de que sua ditadura não seria incomodada –; a chamada “invasão da Baía dos Porcos” e a dura repressão contra a revolta popular mantida durante metade da década de 1960 pela população rural cubana contra o regime de Fidel Castro, como reação à coletivização forçada.
 
As aventuras externas de Guevara, primeiro no Congo e depois na Bolívia, em missões militares permeadas de muita retórica revolucionária vazia e nenhuma competência até mesmo para assuntos práticos elementares (como, por exemplo, ler uma bússola para não se perder na selva), resultaram primeiro no descrédito de Guevara como um líder revolucionário viável, após o fracasso no Congo, e, depois, em sua morte na Bolívia, encerrando assim sua vida e carreira de revolucionário que se pretendia genial. Curioso notar que tanto no Congo quanto na Bolívia Guevara foi confrontado por forças das quais faziam parte cubanos que haviam deixado seu país após o início dos desmandos do "Che" e Castro, e que demonstraram muito mais competência militar do que Guevara, cuja tão falada habilidade tática e estratégica encontra-se guardada junto com seus demais méritos, ou seja, na propaganda.
 
O livro de Humberto Fontova é valioso não apenas pelas suas informações, que inclusive podem ser um ótimo antidoto para os inocentes úteis simpatizantes de Guevara, mas por ser o único trabalho publicado no Brasil, em muito tempo, a ir contra o senso comum que transformou um homem medíocre em um deus no templo da ideologia comunista.
 
Destaque também para o documentário que acompanha o livro, “Guevara, Anatomia de um mito”, com imagens e depoimentos sobre Ernesto Guevara desde seus tempos de desocupado na Guatemala até sua morte na Bolívia, complementando de forma muito eficiente e sóbria o trabalho de Fontova.
 
[*] Nota: Um dos maiores biógrafos “chapa-branca” de Guevara citado várias vezes ao longo do livro de Fontova, o mexicano Jorge Castãneda, antigo esquerdista radical há alguns anos convertido ao socialismo light de cunho social-democrata atualmente predominante na política latino-americana e nos EUA, esteve há poucos dias envolvido num episódio no minimo curioso. Convidado para um evento na Venezuela, promovido pela oposição ao ditador Hugo Chávez, Castãneda criticou o fato de que “Chavez estava tentando criar outra Cuba” na América Latina. Para quem dedicou grande parte de sua vida a incensar o tirano Castro e vassalos do ditador como Guevara, essa é uma virada e tanto.
 
 
 
Comentários   
#35 Gustavo 24-03-2016 08:11
Um fracassado, que não conseguiu um país para ser mais um ditador. Pois é isso que seria se ainda estivesse vivo.
#34 Gil Cleber 01-12-2015 16:49
Ainda hoje há pessoas que garantem que os campos de concentração nazistas nunca existiram, trata-se de uma história inventada pelos judeus. Parece incrível, mas já ouvir alguém afirmar isso.
Não é diferente com o "dr." Guevara, que além de assassino era um impostor, já que seu diploma de médico nunca foi encontrado.
#33 Rafael Watson 21-11-2015 20:02
Conheci alguém capaz de renunciar a tudo e lutar no Congo, logo na Bolívia, para não se transformar em Cuba num burocrata da revolução ou num inútil burocrata da utopia. Imolou-se. E não perdeu a ternura jamais!” (Flavio Tavares) No livro dele - Eu não consegui ler todas estas opiniões e ficar quieto....com este simples fato relatado ai está claro que alguém que é injusto e sanguinário assim, não largaria mão de Cuba pra ir lutar em outros paises. Tenho ate vergonha de ter passado aqui e ver estes depoimentos completamente fora da verdade prática do Tche Guevara. Não acho que ninguém é santo, mas ignorante tem muito mesmo, dá para ver.
#32 ANA 27-10-2015 19:43
O COMUNISMO NASCEU PRA ACABAR COM O DESENVOLVIMENTO E ORDEM DE UMA NAÇÃO. ELE É DISFARÇADO DE DEMOCRACIA E IGUALDADE SOCIAL;PREGA O NÃO PARA O CAPITALISMO,POI S OS COMUNAS SÃO PREGUIÇOSOS,INC OMPETENTES,REVO LTADOS COM A VIDA E SE FAZEM DE PROTETORES DOS POBRES E OPRIMIDOS PARA QUANDO CHEGAR MAIS ADIANTE ROUBAR,MATAR,E ENFIM FICAREM MILHIONÁRIOS E IMPUNES,TIRANDO DE ONDE PODEM TIRAR,SAQUEANDO ,ANARQUISANDO DESTRUINDO SONHOS. POR QUE? PORQUE ELES SÃO IMUNDOS, SUJOS,LADRÕES.. .ELES SÃO LOBOS DISFARÇADOS DE CORDEIRO ...ELES SÃO PSICOPATAS POR PODER,DINHEIRO E FAMA,E, ALÉM DE TUDO ISSO SÃO ANTI CRISTO
ELES SÃO TUDO DE RUIM NA FACE DA TERRA ESSE REGIME ERA PRA SER PROIBIDO, ANIQUILADO E EXTINTO ,POIS A SUA MASCARA DE BOM MOÇO CAIU POR TERRA. ELA CAIU E SERÁ ENTERRADA PARA SEMPRE
#31 Fabricio 14-09-2015 09:56
Pois é Armando, acredito que você esteve lá junto ao "herói" Che Guevara para fazer uma afirmação tão categórica assim, o livro é baseado em depoimentos de pessoas que estiveram ao lado ou conheceram pessoalmente esse carniceiro travestido de herói, pessoas devidamente qualificadas a expor o verdadeiro lado desses imbecis que fazem essa lavagem intestinal (sim intestinal, me recuso a acreditar que pessoas iguais a você tenha um cérebro na cabeça) e convencem pessoas totalmente suscetíveis (maria vai com as outras pra ser mais claro) iguais a você de que são lutadores por uma causa. Saiba que eles lutam apenas pelas causas deles, e na primeira oportunidade tentarão tirar o deles da reta para colocar o seu no lugar! Continue assim, acreditando que esses assassinos e marginais são heróis, isso só demonstra o quão lesada sua pessoa é!
#30 Daniel Moraes 21-07-2015 17:57
Sr Armando acho que quem precisa estudar a verdadeira história é tu. Che foi um tirano, assassino e o maior corrupto de Cuba (segundo o arquivo histórico nacional de Cuba). A verdade é que se Che não existisse e Cuba tivesse sido dominada só por Fidel, seria um país melhor. Pois foi Che quem induziu Fidel a implantar um regime tão desumano na ilha. Portanto, abra seus olhos e seu conhecimento e deixe de ser manipulado.
#29 Cecél Garcia 17-05-2015 14:45
Ao Sr. Armando, representante da pseudo-verdade absoluta, não julgue outros através de suas próprias, e, desrespeitosas, convicções. E quanto HISTÓRIAS inventadas, escreve-se com E e não H.
#28 grandão 16-04-2015 13:33
mesmo assim as cubanas são gostosa rsrs...
#27 Gil Cleber 29-03-2015 17:20
Existem livros sérios que falam do comunismo, por autores respeitáveis. Basta ler: O Arquipélago Gulag, de Soljenitsin; A Nova Classe, de Milovan Djilas; O Livro Negro do Comunismo, vários autores; O Komintern sem Máscara, Henrique Castro Delgado. O Livro Negro mal comecei, os outros dão uma idéia do que é essa praga. Quanto a Guevara, há evidências inquestionáveis de seus crimes. O resto é conversa fiada.
#26 Denison 19-02-2015 11:35
Esse Leivi é um pobre coitado de um inocente útil, um pau mandado que defende esse assassino sanguinário, continua valendo aquela máxima:"O pior cego é aquele que não quer enxergar""
#25 sebastiao eleodoro n 15-12-2014 14:58
O pior ignorante é aquele que não quer aprender, quando adolescente li alguns livros e todos falavam maravilhas do regime comunista e aqui na amarica latina tinha um deus, Che que muitos adoravam e idolatravam, com o passar do tempo comecei a me inteirar mais sobre o comunismo, ai descobri que no papel era um regime perfeito, mas so no papel, li sobre os gulags Russos, e comecei a intender o que era esse regime, que de igualdade não tinha nada, e li outros livros do Che, aqueles que não eram escritos pelos seus seguidores e admiradores, ai a ficha caiu, por que Cuba é uma merda dominada por um tirano, que adora o capitalismo, e sinceramente tem muitas pessoas que se quer olham para o outro lado da historia, idolatram um assassino incompetente que sequer sabia interpretar uma bussola...
#24 Sérgio 04-11-2014 09:08
Joseita,
o Guevara nunca foi médico na vida. Nunca se achou um diploma ou registro da presença desse porco numa universidade.
Fidel, pelo menos, era advogado. Hoje capitalista. É isso mesmo, todas as empresas de Cuba são dele. O cara tem uma ilha e um iate. Sacaram!!!
E ainda tem idiotas querendo socialismo por aqui. Para quem vai ficar ter a carteirinha do partidão é um ótimo sistema, mas o resto é pária!
#23 Cecél Garcia 01-10-2014 14:27
CERTA VEZ UM GAROTO FOI PEGO PELA POLÍCIA DE FIDEL E CONDENADO AO EL PAREDON. SERIA - ESSE RAPAZ- FUZILADO EM 15 DIAS. A MÃE DO MESMO DESESPERADA PROCUROU AJUDA DE CHÊ GUEVARA E DISSELHE AOS PRANTOS - SENHO ALIVIE MEU SOFRIMENTO, NÃO SUPORTO ESPERAR PELA MORTE DE MEU FILHO, POR DIOS SENOR. CHÊ IMEDIATAMENTE MANDOU TRAZER O RAPAZ E DISSE PRÁ MÃE... E ESSE TEU FILHO ? A MULHER EM PRANTOS DISSE SIM. CHÊ GUEVARA SACOU DE SUA ARMAE DESFERIU UM TIRO NA CCABEÇA DO FILHO. E DISSE PARA MÃE - PRONTO NÃO PRECISA ESPERAR MAIS, JÁ RESOLVI. (FONTE REVISTA SUPER INTERESSANTES)
#22 joseita 01-09-2014 20:16
Sr Armando,
O pior cego é aquele que se nega a ver!...
#21 armando 01-09-2014 02:18
Leiam livros em condições e não histórias inventadas por Pessoas cheias de "preconceitos", é que preconceitos como sabemos são o raciocinio dos estúpidos. Práticamente tudo o escrito acima é invenção, não tem qualquer apoio histórico, não tem qualquer credibilidade.
#20 Pietro Chavez 18-07-2014 19:03
Putz, au adorava esse cabrón. amava mesmo esse corno manco, e agora o que fazer se até Fidel é um decrépito ambulante e fedido de adidas ?
#19 Carlos Alberto Quiri 18-07-2014 09:51
Na verdade essa ideologia de um governo que prega uam igualdade paternalista para o bem estar de todos chamada de socialismo é uma grande utopia, uma quimera, muito lindo no papel porém na prática impossivel, sabem porque? Porque seria gerida pelo homem e o homem é falho e egoísta por si só ou seja, sempre haverá "Farinha pouca, meu pirão primeiro"....
#18 Eliz 17-07-2014 21:17
Esse Marcelo é mais um idiota útil que não quer acreditar que seu ídolo era um calhorda manipulado por Fidel. Se Cuba fosse tão boa, milhares de Cubanos não fugiriam para os EUA em botes caseiros, correndo risco de morte. Eu tenho amigos cubanos que fugiram de lá e eles não querem voltar para Cuba nunca mais, pois é uma ditadura sanguinária, exploradora onde você não tem liberdade nem para escolher sua profissão: o governo que determina. Não pode ter um PC, fax ou antena parabólica. Não pode ganhar mais do que um salário determinado pelo governo de 7 a 12 dólares por MÊS para a maioria dos trabalhos e de 15-20 para médicos e funcionários do governo.Não pode vender qualquer objeto pessoal, alimentos caseiros ou artesanato sem a permissão do governo. Comer carne de vaca, mesmo que ela seja sua - delito de 5 anos de detenção. Escolher médico ou hospital (quem escolhe é o governo) e tantas outras coisas...
#17 joseita 02-07-2014 16:31
Sr Levi

O que o senhor julga fazer melhor?
Aliar-se a um homem como Fidel Castro que mantem uma ditadura que dura mais de 50 anos?
Acabar com a liberdade das pessoas?
Ajudar a implantar um governo de já matou e continua matando milhares de pessoas em Cuba?
Sair pelo mundo tentando implantar esse mesmo regime entre os povos?
Regime que priva o povo de um mínimoi de liberdade e conforto?
Vá viver em Cuba ou pelo menos conhecer a vida deste médico que em vez de salvar vidas, dedicou-se a matar as pessoas!...
#16 LEIVI 01-07-2014 10:02
ACHO VCS BABACAS. QUEM SÃO VCS PARA FALAREM DO CHE. HOJE NOSSOS DIREITO CUSTARAM VIDAS DE PESSOAS QUE LUTARAM. E HOJE O QUE ACONTECE SAO PESSOAS COMO VCS CRITICOS E OPOSITORES... NAO FIQUE JULGANDO FACA MELHOR QUE O CHE ENTAO...ACOMODA DOS.
#15 Ingrid Jean 01-06-2014 13:27
só lembrando que, livros, também é um meio midiático hein galera! E que os anti-esquerdist as estão sempre aí, num esforço incansável na tentativa de deturpar a imagem de qualquer história/ícone/ fato comunista.
#14 Gerson cardoso 12-05-2014 20:47
Tem mulher que não nomora com sapo porque não sabe qual é o macho.
#13 Gerson cardoso 12-05-2014 20:46
Citando Ana:
Citando Francisca Porto:
Pôxa!!! eu que amava o tche, que decepção...

Tu amava e nem o nome sabe escrever. Tava errada duplamente.

Tem mulher que não nomora com sapo porque não sabe qual é o macho.
:lol:
#12 Emilio G. Alarcón 22-03-2014 10:16
O cara não passava de um MARGINAL, um FRUSTRADO, um MEDÍOCRE metido a GUERRILHEIRO que, alias, nem pra isso serviu, um FRACASSO total. Hoje idolatrado pela esquerda carente de líderes, tentando enaltecer um IDIOTA morto pela incompetência, já foi tarde.
#11 Marcelo 21-02-2014 14:51
Nunca vi tanta baboseira,
#10 Marcelo 21-02-2014 14:50
Quanta baboseira.
#9 Ana 20-01-2014 18:49
Citando Francisca Porto:
Pôxa!!! eu que amava o tche, que decepção...

Tu amava e nem o nome sabe escrever. Tava errada duplamente.
#8 Francisca Porto 21-12-2013 18:56
Pôxa!!! eu que amava o tche, que decepção...
#7 Nicolau 25-10-2013 15:30
A "revolução" cubana foi feita com dinheiro americano e os "revolucionário s" foram todos filhotes da Burguesia, assim como Castro e filho de Latifundiário e Guevara filho de familia burguesa desestruturada! Castro está no poder até hoje sustentado pela Maçonaria Americana e Latinoamericana , isso porque Castro deixou a Maçonaria livre em Cuba!
#6 FRATERWEB 22-10-2013 19:08
TODO EXTREMISTA É UM EXAGERADO FANÁTICO E INCONSEQUENTE.
Adicionar comentário