Por Reinaldo Azevedo
Como vocês viram, Fernando Lugo, presidente do Paraguai e, tudo indica, pai de muitos paraguaios, conseguiu: fez com o Brasil, também às escondidas, como pediu Lula, o que costumava fazer com algumas fiéis no escurinho da sacristia. O Brasil deixou que ele rasgasse o contrato - negando que o tenha feito - e vai pagar mais pela energia de Itaipu. A “conquista”, que virou um grito de nacionalismo bocó no Paraguai, deve ajudar a manter no poder o ex-bispo, como direi?, incontido. Ah, sim: não custa lembrar, à margem, que ele recebeu uma carta de solidariedade de dom Tomás Balduíno quando a filharada começou a aparecer. Segundo a Teologia Babuínica, tudo não passa de perseguição a um irmão progressista, ainda que o próprio Lugo tenha confessado que fez, sim, com as fiéis o que acaba de fazer com o Brasil no caso de Itaipu.

Texto completo

Mais uma vez, o Brasil cedeu. A Evo Morales, deu a Petrobras e também enfrentou a pistolagem do índio de araque no caso do gás. A Argentina vive aplicando sobretaxas a produtos brasileiros - como vocês sabem, o Mercosul é uma peça de ficção -, e o Brasil concorda. Agora, cede às pressões do Paraguai. E será sempre assim.

As oposições têm de formar já, agora, e não depois, uma comissão de estudos para saber quanto do nosso dinheiro Lula está DANDO a seus aliados políticos no continente; os brasileiros têm o direito de saber em quanto foram lesados. O caso da Petrobras é o mais emblemático. O governo acusa as oposições por causa da CPI da Petrobras. É uma piada e uma boçalidade afirmar que a investigação prejudica a empresa. Isso é coisa de quem teme ser investigado. Mas é um fato inconteste que o “meu querido Evo” (que é como Lula chama o irmão gêmeo do trapalhão Zacharias) nos tomou a Petrobras da Bolívia, que ocupou militarmente, em troca de alguns caraminguás.

Vamos lá, moçada! É preciso estampar no horário eleitoral quanto tem custado aos cofres brasileiros a generosidade de Lula. Vamos ver quem é que realmente gosta de entregar o patrimônio nacional a troco de banana.

Ah, sim: Lula pediu a Lugo que tudo entre os dois ficasse em sigilo, como se o ex-bispo estivesse negociando com uma fiel. “Em segredo” por quê? Era seu patrimônio pessoal que estava em causa?

Quero saber: quanto custam ao Brasil as generosidades de Lula?

Adicionar comentário