Petista Bruno Maranhão teve direito a cadeira especial na posse, passagem e hospedagem pagas pelo governo. Responsável pela invasão do Congresso no ano passado, que acabou com depredação das instalações da Câmara, o líder do Movimento de Libertação dos Sem Terra ( MLST ), Bruno Maranhão, teve direito a cadeira especial reservada a convidados vips da Presidência na solenidade de posse no Palácio do Planalto. Maranhão fazia parte de um grupo eclético que reunia líderes sindicais, artistas, representantes dos movimentos de negros, homossexuais, estudantes e indígenas, ex-companheiros do ABC e beneficiários dos programas sociais do governo,como do Bolsa Família. Todos os convidados tiveram despesas de passagem e hospedagem pagas pelo governo (...)
Por Evandro Éboli e Marta Beck -  O GLOBO - 2 de janeiro de 2007 )
Foto: DIDA SAMPAIO/AGÊNCIA ESTADO/AE

Adicionar comentário