Viajará para a República Dominicana Durante quatro meses zelaya  usou e abusou da hospitalidade ,abrigado na embaixada brasileira de Tegucigalpa, com o beneplácito de Lula, Celso Amorim  e companhia..
Zelaya foi tirado do poder sob ordem da Suprema Corte, com apoio do Congresso, depois de ter tentado mudar - através de um plebiscito - a Constituição para viabilizar um segundo mandato, o que é ilegal sob a lei hondurenha.  Zelaya tentou  seguir o projeto de poder de seu guru, o  presidente venezuelano, Hugo Chávez. Usou e abusou da nossa embaixada, juntamente com cerca de 300 adeptos No atual governo, Zelaya corria o risco de ser preso caso saísse da embaixada. 

Texto completo

 

Zelaya,  depois de várias tentativas de voltar ao poder, sem outra solução ,aceitou um acordo, apoiado pelo governo da República Dominicana, para viajar junto com familiares e assessores até o país caribenho, segundo informou seu assessor, Rasel Tomé
O ex-presidente,  finalmente deixará,segundo informou seu assessor, Rasel Tomé, a representação na próxima quarta-feira, quando acabaria o seu mandato. Roberto Micheletti, presidente interino, por sua vez, informou que deixará o palácio presidencial seis dias antes de Porfírio Lobo, eleito em novembro, assumir o posto. 
Rasel Toméque afirmou que Zelaya vai voltar ao país para continuar próximo ao povo hondurenho. Segundo ele, Zelaya continuaria politicamente ativo, mas reconhece que sua saída encerra sua carreira como líder político significativo em Honduras.
Adicionar comentário