Correio Braziliense -  
Em gravação de áudio, o líder da Al-Qaeda assumiu a responsabilidade pela tentativa de ataque a avião dos EUA
O líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, reivindicou em gravação divulgada ontem pela rede de TV Al-Jazeera a tentativa de atentado contra um avião de carreira americano no dia do Natal, e ameaçou os Estados Unidos com novos ataques se eles continuarem a apoiar Israel. Na breve gravação difundida pela emissora do Qatar, Bin Laden prestou uma homenagem ao “herói” Omar Faruk Abdulmutallab, o jovem nigeriano que tentou explodir um avião da Northwest Airlines entre Amsterdã e Detroit há pouco menos de um mês.

Texto completo

 “De Osama para Obama: a mensagem emitida pelo herói Omar Faruk Abdulmutallab confirma as mensagens anteriores enviadas pelos heróis do 11 de setembro e pelos que vieram depois”, afirmou Bin Laden, em sua primeira mensagem-áudio desde 25 de setembro. “Nossos ataques vão continuar até que vocês parem de apoiar os israelenses”, acrescentou, dirigindo-se aos Estados Unidos.
Bin Laden ainda afirmou que “os Estados Unidos não viverão em segurança até que ela seja instaurada na Palestina”. “É injusto que vocês tenham uma vida tranquila, enquanto nossos irmãos em Gaza vivem nas piores condições”, prosseguiu. A autenticidade da gravação não pode ser comprovada, mas a Al-Jazeera, que costuma divulgar as mensagens de Bin Laden, afirmou que se trata mesmo da voz do líder da Al-Qaeda.  (...)
Adicionar comentário