Confrontos entre rebeldes matam 9 na Colômbia, dizem militares
REUTERS - O Estado de São Paulo -  Luis Jaime Acosta)
Confrontos entre guerrilheiros esquerdistas deixaram pelo menos nove mortos no nordeste da Colômbia, disse um comandante militar do governo nesta quarta-feira.
A guerra civil colombiana, que já dura quase cinco décadas, passa por uma fase de baixa intensidade, mas ainda há confrontos frequentes em áreas rurais envolvendo rebeldes, traficantes, paramilitares e o Exército.
Rafael Neira, comandante da 18a Brigada do Exército, disse que membros das guerrilhas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e Exército de Libertação Nacional (ELN) travaram um combate numa área remota do município de Arauquita, província de Arauca, fronteira com a Venezuela.
Segundo ele, o motivo foi a disputa por uma rota do narcotráfico.
Em 2009, os dois grupos rebeldes anunciaram que poderiam unir forças contra o governo de Álvaro Uribe. Nos últimos anos, no entanto, têm sido comuns os confrontos entre as Farc, maior guerrilha da Colômbia, e o ELN, fundado por padres católicos na década de 1960 sob influência da Teologia da Libertação

Comments powered by CComment