Imprimir
Categoria: Diversos
Acessos: 3392

 Por RICARDO NOBLAT
O GLOBO - O PAIS

A recente crise militar desatada por um ato de insubordinação dos controladores de vôo, expôs a dificuldade de Lula em afirmar sua autoridade em situações limite, a solidão que amarga no segundo governo e a perda de qualidade de sua equipe. Quem provocou a crise foi ele quando mandou o ministro do Planejamento se render às Exigências dos controladores. Há alguns meses, autorizara Waldir a negociar com os controladores à revelia do comando da Aeronáutica.

Texto completo


A crise militar foi extinta porque os militares enquadraram Lula e ele recuou, deixando o ministro do Planejamento e os controladores pendurados na brocha.

Esses foram forçados até a pedir perdão de público.

Lula disse aos militares que o ministro abusara de sua confiança. Permanece acesa a crise que já produziu seis vezes o colapso do tráfego aéreo no país. Nem tão cedo será apagada. Quanto à crise de autoridade, para o bem de todos e a felicidade geral da Nação é melhor que não se repita.