Por Irapuan M.Cruz
Anos se passaram em pleno domínio dos militares, anos de grandes obras, emprego e crescimento econômico, era o verdadeiro milagre Brasileiro, e ainda contávamos com segurança e paz dentro de nossos lares. Sabíamos das nossas deficiências, mas a todo tempo tínhamos certeza de que alguém trabalhava duro e sério para a devida solução.

Texto completo


E a inquietação humana conspirava, pressões internacionais, grupos de esquerda, imprensa e artistas, os principais formadores de opinião, lutavam pela liberdade e por justiça social, plantavam todos os tipos de discórdia política afim,de fragilizar o poder constituído, e faziam isto de forma inescrupulosa ,sem tentar qualquer tipo de negociação com os militares para que a plenitude do regime democrático fosse resguardada e que a mudança de regime fosse alguma coisa que definitivamente consagrasse uma união duradoura e progressista . O que ocorreu na realidade foi uma brutal transição sem o devido respeito a quem estava comandando e que tanto tinha feito por este País, o melhor que pode diante de tantas divergências com o setor civil.

Chegou a Democracia, como um verdadeiro pacote de soluções de todos os nossos problemas, fomos as ruas festejar, anistiamos nossos presos políticos, e possuíamos prontos para assumir a Presidência notáveis políticos verdadeiros salvadores da pátria preparados para fazer deste País algo que o mundo nunca teria visto. Um triste começo, os militares então passaram a ser seres rastejantes, humilhados pelas críticas do então poder constituído e pela sociedade que livre, poderia agora desforrar o silêncio que lhes foi imposto durante todos estes anos. O que chamamos de revanchismo foi esta inadequada transferência de poder que deu imediata condição dele ser praticado. A nova constituição tratou de engessar as Forças Armadas imediatamente para que nunca mais pudéssemos sequer pensar em ter um novo governo militar, e aniquilar a possibilidade de participação dos militares das decisões nacionais, importantes para a nossa soberania. Ficaram então os militares sub-julgados e exilados dentro dos seus próprios quartéis submissos e acusados pelos problemas do nosso País .

Além disso colocam em prática um longo e desumano processo de exílio dos militares perante a sociedade civil.............

Verbas ridículas e contingênciadas, deixam as Forças Armadas em precárias condições, com os menores salários do País, anos e anos de desespero de nossos comandantes, falta de equipamentos, aeronaves, frota naval debilitada, infantaria, tudo em condição de total abandono.Chegou-se então ao fundo do poço, com a dispensa antecipada de efetivo, redução drástica na qualidade dos serviços médicos, dispensa do trabalho em quartéis por falta de alimentação, redução nas pesquisas e projetos militares essenciais a nossa defesa e a tecnologia de nosso País.

A criação do Ministério da Defesa, foi a constatação de que os democráticos estavam mal intencionados, pois seria mais fácil controlar um do que três, e o canal de politização da instituição estava plantado os governos poderiam então controlar politicamente nossos comandantes.

Saibam todos que uma silenciosa insubordinação já existe nas Forças Armadas, fruto dessa deslealdade dos governos liberais com os nossos militares, falta de produtividade, corrupção, infiltração de bandidos do crime organizado, relacionamento interno entre oficiais e subalternos de muita informalidade, falta de disciplina, tudo isso é fruto da desmoralização que a instituição foi submetida, esta insubordinação já existe e está presente nos quartéis.

O incidente com os controladores de vôo, é só um dos episódios que estão por vir os demais poderão até não se tornarem públicos e não afetarem de imediato nossa sociedade, mas farão parte de um enorme monstro que se alimenta dentro das Forças Armadas que a qualquer momento pode arrebentar as correntes.

Agora todos pedem para que os militares, vigiem nossos mares e nossas fronteiras, subam morros perseguindo traficantes, façam estradas, vacinem, patrulhem vias, façam parte de forças da ONU, ensinem profissões aos nossos jovens etc..........................

Fazer tudo isso com tão pouco que é oferecido é impossível, ainda bem que os Srs Hugo chavez e Evo moralles tomam regularmente os seus remédios de faixa preta, por que se decidem entrar em nossas fronteiras alegando ser dono de algum de nossos estados, teremos que pedir ajuda internacional, não pelos nossos corajosos soldados, que lutarão até morrer mesmo que seja com arco e flexa, mas pela falta de armamentos e equipamentos.

Srs Governantes e Democratas que se acham responsáveis por estes anos de Humilhação dos militares, ainda há tempo de salvar esta instituição, busquem o entendimento e refaçam os seus planos, dando devido respeito e a seriedade e as verbas que eles merecem e durmam tranqüilos quanto a segurança de nosso território, de nossas águas e de nossa sociedade, de nossa Nação .

Quero chorar de emoção ao ouvir nosso Hino, não de tristreza de ver o Brasil desprotegido.



Atenciosamente,

Um Brasileiro de Verdade




Adicionar comentário