Por  Glacy Cassou Domingues 

   O AGORA  deputado Clodovil Hernandez, com direito de ser chamado Excelência, está á beira de um processo por ter AGREDIDO A ÉTICA e o DECORO PARLAMENTARES.  Para quem não sabe, isto é QUASE um crime e pode condenar o culpado a um processo que pode levara à expulsão.  A falta de “decoro” do deputado  foi ter chamado de feia  uma de suas colegas – que até o episódio – nem se sabia que fazia parte daquele egrégio PODER.

Texto completo


  Sei que a “ofensa” foi antecedida por uma declaração do deputado dizendo – “hoje, a maioria  das mulheres trabalham deitadas e descansam em pé”.  Particularmente, não me senti atingida porque sei que não estou na lista mencionada. E com a irreverência que lhe é peculiar, o NOBRE DEPUTADO – cabe o título porque seus colegas não abrem mão dele – respondeu à ofendida que “sendo tão feia, nem para o que  ELA pensou serviria”. 

  Assisti sua primeira fala na Casa, quando o acusado fez calar todo o recinto dizendo estar surpreso, que ali se falasse tanto de defesa de ÉTICA e DECORO, e enquanto ele estava na tribuna, seus colegas falavam uns com os outros sem lhe prestarem a menor atenção.  Falou calmo, como costuma fazer quando quer acertar no alvo – CALOU imediatamente seus pares. Ponto para o “CLODÔ”.

  Assisti também, quando a EXCELÊNCIA tomando para si a fala de Clodovil, aos prantos aproximou-se da mesa da presidência, levando o então Presidente, interromper a sessão. Fatos muito mais graves e importantes e REALMENTE atentatórios à  ÉTICA e DECORO da Casa , não causaram  mossa em nenhuma EXELÊNCIA. Se a deputada não se achava incluída na intempestiva afirmativa do COLEGA, bastava continuar bocejando.

  Antes da entrada do “perturbador” parlamentar naquela Casa, o simples fato de ser eleito com uma invejável quantia de votos, já havia muita EXELÊNCIA contra ele.  Aqui, cabe a pergunta: quando é que houve REALMENTE ÉTICA E DECORO naquela Casa? E se houve em algum tempo, com o aparecimento dos mensalinhos, mensalões, Caixa 2, sanguessugas e outros,  a  ÉTICA e DECORO daquela  Casa,  há muito já foram para o ralo ou para as pocilgas da nova Ilha de ÉA.

  Não aplaudo a desnecessária e imprópria associação da Excelência Deputada Federal, escolhida pelo MESMO processo que escolhe as outras Excelências seus COLEGAS. Mas, tanto alarido e a pronta resolução de fazê-lo responder a um  processo à pretensa falta de ÉTICA e DECORO PARLAMENTAR é pura e simplesmente uma  EXECUÇÃO SUMÁRIA, para mostrar SERVIÇO.

  Quando houver – naquela Casa – GENTE SUFICIENTEMENTE DIGNA para instalar a PERMANENTE e NECESSÁRIA  ÉTICA e  DECORO  PARLAMENTAR,  com certeza TERÁ MEU APOIO TOTAL e IRRESTRITO. Agora, só serve como piada.

 

                                   Glacy Cassou Domingues. – Grupo Guararapes.

                                   Fort. 11/ 04/ 2007.

Adicionar comentário