É humilhante fazer escala com avião, diz Lula  

Lula defende compra de novo avião para Dilma 
Por Jailton de Carvalho - O Globo - 01/12/2010
Para presidente, é uma vergonha aeronave da Presidência ter de fazer várias escalas por falta de autonomia de voo
ESTREITO (MA). O presidente Lula defendeu ontem a compra de um novo avião para a Presidência da República, que já está sendo apelidado de Aerodilma. A compra está sendo cogitada pelo Gabinete de Segurança Institucional. O novo modelo do avião, maior e mais caro, substituiria a atual aeronave, comprada por Lula no início de seu primeiro mandato e batizada de Aerolula.

Texto completo

 

Lula afirmou que o presidente da República de uma potência emergente como o Brasil precisa de um avião oficial com mais autonomia de voo para fazer viagens de longa distância.
- Acho que o Brasil precisa de um avião com maior autonomia para o presidente da República viajar - disse Lula, depois de visitar o canteiro de obras da usina hidrelétrica Estreito, na divisa entre Maranhão e Tocantins.
O avião utilizado por ele tem 12 horas de autonomia de voo. Segundo Lula, isso é uma vergonha, porque o avião tem que fazer várias escalas em viagens de longa distância.
Avião com auxiliares tem de fazer ainda mais escalas
Por medida de segurança, o Aerolula sempre reabastece antes de completar o ciclo de 12 horas no ar.
O Sucatão, avião utilizado pela equipe de apoio às viagens presidenciais, tem autonomia ainda menor. O avião não pode permanecer em voo por mais de seis horas. As restrições obrigam os auxiliares do presidente a fazer sucessivas escalas nas viagens internacionais.
- O Brasil não pode ser um país grande do jeito que é e ter um comportamento humilhante lá fora, onde muitas vezes o Sucatão nem pode parar. Se o Brasil comprar um avião, compra orgulhosamente, sobretudo para encher o tanque com os nossos caças no ar, porque o Sucatão já está pra lá de Bagdá - disse o presidente.
À vontade em meio à nova polêmica, Lula ironizou as críticas que recebeu quando, no início do primeiro mandato, aprovou a compra de novo avião, em substituição ao anterior, usado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.
Para Lula, era como se o avião fosse comprado para uso exclusivo dele e não da Presidência da República. Hoje, os argumentos usados contra ele teriam perdido o sentido:
- Acabou aquela bobagem do Aerolula. Fiquei até chateado porque agora vou deixar a Presidência e não vou levar o avião comigo. Vocês poderiam fazer uma campanha para o avião vir comigo. 
 

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar