"Hay momentos en que uno prefiere que le quiten la vida",
testimonió Marcos Baquero, el primer rehen liber
ado
Guerrilha liberta vereador colombiano 
- O Estado de S.Paulo - 10/02/2011
O vereador colombiano Marcos Baquero foi libertado ontem pela guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). O refém foi entregue à missão humanitária apoiada pelo Brasil, que ofereceu dois helicópteros do Exército para o transporte da operação. Uma das aeronaves deixou Villavicencio na direção de um ponto desconhecido do Departamento (Estado) de Meta, às 9h30 locais (12h30 de Brasília).
.
Baquero havia sido sequestrado dia 28 de junho de 2009, durante um ataque com explosivos e disparos de fuzil contra uma comitiva política que percorria uma estrada próxima a San José del Guaviare. Segundo o governo, os guerrilheiros agiram em represália à destruição de cultivos de coca na região e feriram o deputado regional Raúl Aldana
A ex-senadora Piedad Córdoba, que lidera a operação de resgate, declarou pela manhã que todas as garantias para o sucesso da operação foram dadas pelas Farc. "Tudo bem", brincou a colombiana, em português.
A previsão é que, até domingo, outros quatro reféns sejam libertados. Segundo Sandra Lefcovich, do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), que também integra a missão, a meta só não será cumprida se houver problemas meteorológicos.
Com camisetas estampadas com o rosto de Baquero, parentes e amigos o aguardavam no estacionamento do aeroporto de Villavicencio. "As primeiras palavras são para minha mulher e meus filhos: que os amo muito. Temos de seguir trabalhando dura na libertação de outros sequestrados. Graças a Deus já estou livre", disse o vereador, pelo telefone, à emissora Caracol.
Amanhã, os helicópteros devem seguir para Florencia, capital de Caquetá, no sul da Colômbia. Está prevista a libertação do vereador Armando Acuña e do fuzileiro naval Henry López Martínez. No domingo, as Farc devem entregar o capitão da polícia Guillermo Solórzano e o cabo do Exército Salín Sanmiguel Valderrama. / EFE
PARA LEMBRAR
Em 28 de março de 2010, um helicóptero do Exército brasileiro transportou o soldado colombiano Josué Daniel Calvo, sequestrado pelas Farc há quase um ano, para a liberdade em Villavicencio. Dois dias depois, foi a vez de o sargento Pablo Moncayo ser libertado. Ele era o refém que a guerrilha colombiana mantinha há mais tempo: 12 anos e 3 meses. Como o resgate desta semana, a operação do ano passado foi liderada por Piedad Córdoba e teve apoio do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV). Em fevereiro de 2009, dois helicópteros do Exército brasileiro participaram de uma missão semelhante, na qual quatro reféns colombianos foram entregues pela guerrilha.
 
Adicionar comentário