Tarso Genro (PT) convida MST para compor Conselho
 de Desenvolvimento Econômico e Social - Bossoroca/RS

MST invade fazenda de gado em São Borja (RS) e desafia Tarso
Situação da propriedade ainda estaria indefinida, segundo o estado
Naira Hofmeister - O Globo - 22/03/2011
PORTO ALEGRE. Integrantes do Movimento dos Sem Terra (MST) invadiram ontem uma fazenda produtiva, onde são mantidas mil cabeças de gado, em São Borja, a 600 quilômetros de Porto Alegre. A área invadida é alvo de uma disputa na Justiça desde 2001, quando o então governador, Olívio Dutra, pagou R$1,45 milhão pela área de 1,2 mil hectares.
Mas o proprietário questionou o valor e não entregou a terra. Em 2008, o Judiciário decidiu que o governo estadual tem direito à área e concluiu que o pagamento deveria ser de R$3,8 milhões. O R$1,9 milhão restante ainda não foi repassado ao proprietário
- Na verdade estamos em dúvida se o primeiro pagamento foi efetivado. Houve um depósito, em seguida um estorno e, depois, um novo empenho ao longo desses anos todos. A Procuradoria do Governo do estado está buscando a documentação - afirmou o secretário estadual de Agricultura, Luiz Fernando Mainardi.
Mainardi não garantiu a compra da propriedade, onde o MST quer assentar 54 famílias, mas disse que a disposição do governo é negociar uma saída, em conjunto com o MST:
- Amanhã (hoje), uma comitiva liderada pelo secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Ivar Pavan, vai a São Borja negociar a saída dos invasores, para, em seguida, tentar conseguir uma solução para o impasse.
- Vamos ficar até que o governo diga como vai resolver a situação dos mil sem-terra acampados no estado. Esperamos que Tarso (Genro, governador do Rio Grande do Sul) sinalize com esta área, que estava em processo de desapropriação, e outras também - afirmou a agricultora Neiva Vivian, do comando estadual do MST
 
 

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar