Imprimir
Categoria: Diversos
Acessos: 4202

 Prezados Srs 
Fico estarrecida com as mentiras propagadas pelos esquerdofrênicos sobre a ditadura militar... que saudade da nossa Nacão honrando o 'Ordem e Progresso' de nossa bandeira... Gostaria que algum Militar ou este site protestasse à Universidade Mackenzie sobre o que segue abaixo, por favor, quando no dia 26 do mês passado, a universidade realizou o seu vestibular de meio de ano:

Texto completo
 

Questão nº 59
O que é meridianamente claro é que a ditadura deixa uma herança arrasadora. Desorganização, miséria, cinismo político, corrupção institucional, inflação de três dígitos e recessão, uma dívida interna e externa calamitosa e combinada ao controle imperialista, programado por dentro da nossa economia e da nossa política econômica, uma burguesia desmoralizada pela aventura contra-revolucionária, um Estado minado por doutrinas e práticas autocráticas, um regime de partidos montado para pulverizar as forças sociais ativas na sociedade civil e, especialmente, para fortalecer o sistema como núcleo de militarização do poder político estatal. (Florestan Fernandes - Eleições diretas e democracia).

O texto acima, do eminente sociólogo brasileiro, aponta traços de uma “herança arrasadora” legada
a) pelos longos anos do Estado oligárquico, dominado pelos cafeicultores de São Paulo e Minas Gerais, entre 1890 e 1930.
b) pela década e meia do governo conduzido autoritariamente por Getúlio Vargas, após o triunfo do movimento político de 1930.
c) pelos governos populistas de Juscelino Kubitschek e João Goulart, entre 1946 e 1964.
d) pelo regime militar, durante o qual se sucederam cinco presidentes generais, entre 1964 e 1985.
e) pelos desastrosos anos dos governos de Fernando Collor e Itamar Franco, de 1990 a 1995.
 
Alternativa alegada como correta: D
 
Faco o que posso para refutar afirmacões mentirosas como estas que distorcem a História e achincalham os Militares. Não sou militar, mas vivi 20 anos de minha vida sob a ditadura militar e nada tenho a reclamar, muito pelo contrário, lembro bem como vivíamos em seguranca.
 
Informacão que tenho tentado conseguir já por anos para ter mais uma arma contra as mentiras esquerdofrênicas é como os ex-presidentes, ministros e comandantes militares vivem hoje, principalmente, financeiramente, para evidenciar que não havia corrupcão e roubos do erário, pelo menos, não na intensidade em que passou a ocorrer de forma cada vez mais crescente e descarada na democracia como podemos comprovar hoje com o desgoverno imoral deste elemento asqueroso que me recuso a chamar de presidente. Muito agradeceria se este site pudesse publicar tais informacões, acredito serem de grande valia à nossa luta contra estes fascínoras para respaldar nossos debates e mostrar à opinião pública.
 
Cordialmente
Verena Ramos