Folha de São Paulo Online
A Comissão de Anistia do Ministério da Justiça reconheceu nesta sexta-feira como anistiados políticos Aldo Arantes e Jean Marc von der Weid. A decisão foi anunciada hoje durante o 50º Congresso da UNE (União Nacional dos Estudantes), em Brasília. Os dois presidiram a UNE.

Arantes vai receber uma prestação mensal de R$ 10.400 --equivale ao salário de procurador-autárquico do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), cargo que ele poderia ter alcançado, na avaliação da comissão, se não tivesse sido expulso em 1964 do Incra.

Expulso do Serpro em 1981 ainda na fase de estágio probatório, Jean Marc também foi considerado anistiado político e vai receber uma prestação mensal de R$ 6.221. A quantia equivale ao salário de um analista de funções de suporte. 

Adicionar comentário