OPINIÂO
 
APARELHO
 
 "A DESENVOLTA presença de Bruno Maranhão no Palácio do Planalto, fotos do líder do MLST em reunião formal com o presidente Lula e a comprovação de repasses de dinheiro publico para a organização são provas  suficientes da estreita relação desse braço radical dos sem terra com o governo.
 
NA LIBERTAÇÂO do líder e de militantes, presos por causa da depredação do Congresso, apareceu mais um elo provável entre governo e MLST: Gestores da Ouvidoria Agrária Nacional, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, levaram a Justiça a liberar o grupo, contra a vontade de procuradores federais.
 
O MINISTÉRIO agiu como aparelho e não como parte do Estado brasileiro. Maranhão saiu da cadeia e anunciou que trabalhará para a reeleição de Lula. É como se fosse um gesto de gratidão."
 
O Globo - 19 de julho de 2006 - Pagina 10
Adicionar comentário