José Dirceu ovacionado  - Correio Braziliense - 03/09/2011 
Na abertura do Congresso do PT, em Brasília, Lula se esforçou para transformar a presidente Dilma na grande estrela da noite. “Oito meses é muito pouco para quem irá governar por oito anos este país”, disse, tentando afastar as especulações de quOs dois fizeram elogios ao ex-ministro José Dirceu, o mais aplaudido da noite. Alçado à condição de popstar, o petista acusado de ser o chefe do mensalão deu até autógrafos.
O primeiro discurso da solenidade de abertura do 4º Congresso do PT deu o tom para mostrar que o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu será um dos protagonistas do encontro
e ele já está em campanha para voltar em 2014. Ela foi gentil e negou ter recebido uma herança maldita dele.
. Deputado federal cassado após suspeita de envolvimento com o mensalão, Dirceu foi recebido pela militância com aplausos — saudação maior do que a recebida por Dilma e Lula.
O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique, pediu para que os delegados aprovem uma moção de apoio ao ex-ministro, em resposta a uma reportagem da revista Veja, que, na semana passada, mostrou que Dirceu tem recebido políticos em um hotel de Brasília. Em seu blog, o petista acusou a reportagem da revista de tentar invadir a suíte de hotel onde se hospeda.
Lula fez coro: "Essa semana, li que iria ter um voto de apoio ao Zé Dirceu com o meu aval. Ninguém me perguntou isso. Não coloquem palavras na minha boca. Mas já que estou aqui e isso foi dito, pode dizer que ele tem o meu aval", afirmou Lula. Logo depois, Dilma seguiu na mesma linha. Ao cumprimentar os presentes, ela fez uma menção especial ao ex-ministro: "Na pessoa dele, que tem o meu apoio, cumprimento todos os ex-presidentes do PT".
Mensalão
Dilma aproveitou ainda para falar do combate à corrupção. "Ninguém pode julgar que um governo tem uma meta dessas. Isso é ação contínua e permanente", disse ela.
Os personagens do mensalão não faltaram ao evento. O ex-líder do governo e ex-deputado Professor Luizinho chegou cedo, mas fez questão de se sentar numa das últimas fileiras. O deputado João Paulo Cunha (PT-SP) também desfilou pelo plenário. O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares marcou sua reestreia em congressos do partido sendo o último a sair do salão.
 
 

Comments powered by CComment