Imprimir
Categoria: Diversos
Acessos: 2875

 Dilma, a Estela, em tempo de luta Armada
Produzido pelo Ternuma Regional Brasília
Por Paulo Carvalho Espíndola, Cel Reformado
“Pobre” Luiz Ignácio Lula da Silva! Mais uma vez foi “surpreendido” por mazelas e denúncias de corrupção a membros do governo da esperança, que libertaria o Brasil da miséria e promoveria mais de dez milhões de empregos.
   Sem “nada saber e sem nada ter ouvido”, Lulla - agora nomeado com mais um ele (´) ao seu nome político e de batismo -, continua sem saber de nada, na cândida postura de dizer que seu ministro da articulação política é inocente até prova em contrário. Até aí, tudo bem. Mares Guia não pode ser crucificado antes de esgotados os esforços em sua defesa e sem que as provas contra ele não sejam refutadas pela Justiça. Ocorre que, no Brasil, provas e evidências escoam-se pelo ralo dos conchavos impulsionados pelo “toma lá, dá cá”.

Texto completo  

 Onde estavam a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e a Polícia Federal, nestes quase três anos de escândalos denunciados por todos os lados? Se eu não fosse maldoso, asseguraria que esses órgãos de assessoramento e de proteção do Estado pouparam Lulla de tanto dissabor.

 O fato é que Walfrido dos Mares Guia, um dos prediletos de Lulla e seu coordenador político, agora foi denunciado por crime de peculato e de lavagem de dinheiro, por manifestação do Procurador-Geral da República. Juntos com ele, sejamos justos, estão próceres do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), também de esquerda e que abriga muitos ex-terroristas e ex-criminosos políticos - por injunções de momento na oposição ao governo do Partido dos Trabalhadores. Guerra ignóbil das esquerdas, que, em minha opinião, só vislumbram oportunidades de enriquecimento pessoal no capitalismo selvagem a que tanto combatiam.

 Culpados de tudo isso? Dizem que somos nós brasileiros, eleitores, que não sabemos votar. Realmente não sabemos, mas será que temos culpa se nos aparecem nomes como Collor, Lulla, Marronzinho, Malluf, Enéias e Cacareco? Castello Branco e Médici, nem pensar, pois foram estigmatizados, pelo simples fato de não terem sido prostitutos da corrupção e levarem o Brasil à condição de verdadeira potência econômica.

 No frigir dos ovos, Lulla, na esperteza de que o Brasil não é a ditadura da Venezuela do seu parceiro Hugo Cháves, sinaliza que a Dilma Vana Rousseff Linhares será a sua sucessora. Dilma, para quem não a conhece, foi membro de organização terrorista e assaltante; basta ver o que existe sobre ela na página do TERNUMA na Internet e em declarações dela própria a veículos da mídia. É moda mulheres serem eleitas presidentes. Perdoem meu machismo, mas nenhuma delas passaria pelo meu crivo, considerando, é claro, a capacidade delas. Estão todas no mesmo contexto de implantação de ditaduras comuno-imbecilóides.

 E em quem votar? Se é que ainda teremos esse direito, em quem votaremos?

 Lulla, enquanto isso, deita falação, com sua voz rouquenha, dizendo asneiras, na mais absoluta certeza de que engana a todos nós, e engana...

 Mais e mais sujeiras surgirão e prosseguiremos nos Mares de lama a que esse governo nos Guia.

 

  Visite o nosso site: www.ternuma.com.br .