Hélder Cordeiro – Jornalista
Era o que faltava neste governo petista de gente aloprada e incompetente: febre amarela. Se não bastasse turbeculose, leishmaniose, doenças de chagas, dengue, hanseníase (lepra) e outras endemias e epidemias causadas pela falta de investimentos em saneamento básico: esgoto, água encanada, moradia, educação e saúde. Miséria social de Terceiro Mundo. Ainda temos uma pior: degenerescência dos valores éticos e morais. O então adversário e presidenciável, Ciro Gomes, na campanha eleitoral de 2002, bradou à Nação: “Lula é incompetente e o PT não tem programa nacional de governo”. E como poucos acreditaram, hoje pagamos elevado tributo.

Texto completo  

Recentemente, uma dessas pesquisas de opinião pública mostrou que o brasileiro é como surfista, vai com a onda, mesmo inconsciente. Nem os escândalos do mensalão, cuecão, gafanhotos, sanguessugas e outras marmotas arranharam a popularidade pessoal de Lula.

As enganações e o neoliberalismo do desgoverno passado permanecem agravados nesta era petista. Os que mamam hoje falam em elite golpista e fazem referência aos banqueiros. Dados publicados pelo Superior Tribunal Eleitoral: “O PT recebeu nas eleições de 2006, 19,26% de todas as doações de bancos. Foram R$ 8,33 milhões de um total de R$ 43,23 milhões”. E o político campeão nessas benesses: senador petista Aloísio Mercadante, R$ 1,600 milhão. É assim a base política deste governo: miando e comendo. A volta da febre amarela deve ser por falta da CPMF, mas não falta dinheiro para os cartões corporativos da presidência da República, R$ 60 milhões em 2007. Reformas nos Palácios de Brasília, R$ 2 bilhões. As farras com diárias, sem passagens, de servidores e de aloprados já consumiram R$ 2 bilhões. As doações para as fantasmas ONGs mais R$ 32 bilhões/ano. Vamos parar porque já passamos da CPMF.

Quantos ministros desta republiqueta petista envolvidos em atos de libertinagem, corrupção pura, passiva e ativa? Todo mês sai um e entra outro com melhor currículo. E como a sociedade não reage, eles avançam nos cofres públicos.  Conclusão: exaltação das nulidades. O troféu da enganação 2007 ficou com o ministro da Fazenda: “governo prometeu não aumentar impostos no ano anterior”. Primeiro de janeiro é Ano Novo. Troféu 2008 já nas mãos de um desses diretores de “agências reguladoras de nada”: “aeroporto não atrasa vôo”. Senhor, o que atrasa é incompetência. O apagão aterroriza há mais de um ano e o Brasil com os piores aeroportos do mundo em atraso de vôo. Lula viajando libera R$ 2 bilhões para saneamento e turismo de Cuba. Por falta desse saneamento, as endemias e epidemias matam os brasileiros.

Adicionar comentário