Publicado em 24/04/2022 21h39 Atualizado em 24/04/2022 22h30

Brasília (DF), 24/04/2022 - Acerca da fala do Ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, durante participação, por videoconferência, em um seminário sobre o Brasil, promovido por entidade acadêmica estrangeira, em que afirma que as Forças Armadas são orientadas a atacar e desacreditar o processo eleitoral, o Ministério da Defesa repudia qualquer ilação ou insinuação, sem provas, de que elas teriam recebido suposta orientação para efetuar ações contrárias aos princípios da democracia.

Afirmar que as Forças Armadas foram orientadas a atacar o sistema eleitoral, ainda mais sem a apresentação de qualquer prova ou evidência de quem orientou ou como isso aconteceu, é irresponsável e constitui-se em ofensa grave a essas Instituições Nacionais Permanentes do Estado Brasileiro. Além disso, afeta a ética, a harmonia e o respeito entre as instituições.

As Forças Armadas, republicanamente, atenderam ao convite do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e apresentaram propostas colaborativas, plausíveis e exequíveis, no âmbito da Comissão de Transparência das Eleições (CTE) e calcadas em acurado estudo técnico realizado por uma equipe de especialistas, para aprimorar a segurança e a transparência do sistema eleitoral, o que ora encontra-se em apreciação naquela Comissão. As eleições são questão de soberania e segurança nacional, portanto, do interesse de todos.

As Forças Armadas, como instituições do Estado Brasileiro, desde o seu nascedouro, têm uma história de séculos de dedicação a bem servir à Pátria e ao Povo brasileiro, quer na defesa do País, quer na contribuição para o desenvolvimento nacional e para o bem-estar dos brasileiros. Elas se fizeram, desde sempre, instituições respeitadas pela população.

Por fim, cabe destacar que as Forças Armadas contam com a ampla confiança da sociedade, rotineiramente demonstrada em sucessivas pesquisas e no contato direto e regular com a população. Assim, o prestígio das Forças Armadas não é algo momentâneo ou recente, ele advém da indissolúvel relação de confiança com o Povo brasileiro, construída junto com a própria formação do Brasil.

 

Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira
Ministro de Estado da Defesa

Write comment (0 Comments)

Aziz é “ladrão” e Renan é “o decano dos delinquentes do Senado”, afirma jornalista Augusto Nunes (veja o vídeo)
24/09/2021 às 11:02
A CPI da Pandemia está se arrastando sem apresentar qualquer resultado prático e deixa como saldo um lamentável espetáculo de falta de escrúpulos, desrespeito e mau-caratismo proporcionado em diversos episódios por seus membros, notadamente pelos integrantes do malfadado G7.Nesse universo insalubre, destacam-se os senadores Omar Aziz e Renan Calheiros.

Write comment (0 Comments)

Para o desespero da "esquerdalha", Braga Netto chega com tudo e lança carta pelo movimento de 31 de março de 64

Para o desespero da "esquerdalha", Braga Netto chega com tudo e lança carta pelo movimento de 31 de março de 64
31/03/2021 às 13:40
O novo ministro da Defesa, o general Walter Braga Netto, publicou, na última terça-feira (30), uma ‘Ordem do Dia Alusiva ao 31 de Março de 1964’, pelos 57 anos do regime militar no país.No texto, que foi publicado no portal oficial da pasta, Braga Netto lembra o contexto histórico em que ocorreram os eventos daquele dia, e diz que o ‘movimento de 1964 é parte da trajetória histórica do país’:“Havia ameaça real à paz e à democracia”, lembrou ele.
“Diante disso, brasileiros perceberam a emergência e se movimentaram nas ruas, com amplo apoio da imprensa, de lideranças políticas, das igrejas, do segmento empresarial, de diversos setores da sociedade organizada e das Forças Armadas, interrompendo a escalada conflitiva, resultando no chamado movimento de 31 de março de 1964”.

Write comment (0 Comments)

AO VIVO: Agora vai, o Brasil no rumo certo 

O governo Bolsonaro enviou quase R$ 1 trilhão para estados e municípios combaterem a pandemia.

O Brasil ultrapassou, na quarta-feira (31), 1 milhão de doses de imunizantes aplicados por dia. Ou seja, recursos e imunizantes não faltam, por que o 'tranca tudo'?

O Manhã de Notícias, da TV Jornal da Cidade Online, de hoje recebe o deputado estadual Bartô, eleito por Minas Gerais, trazendo informações sobre o combate à pandemia no estado - o governador Romeu Zema está recebendo duras críticas por prorrogar a Onda Roxa até dia 11 de abril, inclusive, Zema está sendo comparado a João Doria.

Imperdível!

Assista AO VIVO e compartilhe:

Em tempos de "censura", precisamos da ajuda do nosso leitor.

Agora você pode assinar o Jornal da Cidade Online através de boleto bancário, cartão de crédito ou PIX.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você não terá nenhuma publicidade durante a sua navegação e terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Write comment (0 Comments)

Maia na beira do abismo - 10/01/2021 às 19:53

Ao fazer uma retrospectiva do mandato de Maia como presidente da casa, nos faz pensar que, na verdade, os deputados federais não tinham um presidente, e sim um jovenzinho mimado, ditador, com suas birrinhas junto ao Governo Federal, pouco se importando se a pauta era boa ou não para o povo.

Maia em todos os momentos como presidente pautou o que era de seu interesse ou daqueles que lhe apoiaram em suas manhas e tolices. Com isso, carteirinha estudantil gratuita, ensino domiciliar (homeschooling), flexibilização do porte de armas, Escola Sem Partido, fim do foro privilegiado e prisão após condenação em segunda instância, bem como medidas mais restritivas foram pautas engavetadas.

Sem contar que Maia tomou uma “implicância” com Paulo Guedes, chegando a evitar receber o ministro para conversas, que, diga-se de passagem, eram de extrema urgência que acontecessem. Afinal, a pasta do Ministro Paulo Guedes, é justamente a pasta que direciona o país.

Mas Maia não se importou com nada, já que ele se achou e ainda se acha até esses últimos momentos o “grande negociador”. É tão notória essa impressão de Maia, que o mesmo decidiu se aliar aos mais sórdidos políticos, na tentativa de eleger alguém que o faz pensar que continuará como “grande líder”.

O que o ‘excelentíssimo’ sr. parlamentar, ainda presidente da Câmara não imagina é que se meteu em uma grande arapuca, pois, todos que acompanham o “Sistema” sabem que caso - tomara que não - o Baleia ganhe, no término da passagem da cadeira, Maia já estará em segundo plano, ou talvez nem esteja nos planos.

Pobre Maia, usado para articulação. Para quem viveu disso em todo seu mandato, provavelmente está batendo o medo com a proximidade da eleição.

Maia não vendeu somente a alma, vendeu também todas as possibilidades de emitir sequer uma opinião. Logo estará no livro do esquecimento. Será só mais um. Ou talvez nem esteja na conta.

Hoje, o menino birrento quer “botar fogo” no Governo Federal, gritando aos quatro cantos que tudo é culpa do Bolsonaro. Como disse antes: “Pobre menino, Maia”! Afundou-se no limbo! Lamentavelmente, perdendo ou ganhando, seus “aliados” logo o empurrarão ao abismo.

Porém, com Maia já esquecido, é importante ficarmos atentos aos postulantes à presidência da Câmara Federal.

Baleia já sabemos o que esperar, tendo em vista que o mesmo nada em mares esquerdistas. Na primeira oportunidade, não parece que vai ter medo de prevaricar.

Já Lira, é uma possibilidade de uma boa relação com o governo federal, digo possibilidade, pois, já vimos uma novela semelhante quando apoiamos Davi Alcolumbre.

Sempre é bom estarmos atentos, aprender com os erros. É bom confiar desconfiando. Afinal, de almas boas, o inferno está cheio.

Write comment (0 Comments)

Subcategorias

The latest news from the Joomla! Team